Bloco de apontamentos: milhões de milhões

A época futebolística profissional já abriu e com ela as habituais notícias e anúncios das aquisições e transferências de jogadores e treinadores para aqui e acolá, para cima e para baixo. Todas elas envolvendo sempre, mas sempre, milhões de milhões de euros. Entretanto, o negócio vai ainda decorrer durante os próximos meses e as transações no mercado acabarão lá mais para janeiro, no chamado “mercado de inverno”.

Ler mais....

A comunidade deve vir em primeiro

O conceito de escolha tem estado desde sempre presente na nossa vida enquanto pessoas e enquanto cidadãos. Diariamente somos confrontados com esta necessidade de tomar decisões e seguir determinados rumos ou percursos ao invés de outros. Foi há uns dias que fui então confrontado com um simples dilema: ir ajudar, como voluntário, para a “festa da terra” ou ir simplesmente para a praia com os amigos, conviver e aproveitar as férias.

Ler mais....

Torres Vedras, cidade cultural

Torres Vedras estará entre as cidades portuguesas com o maior número de organismos culturais per capita. É forte a referência cultural que vamos encontrar em vários pontos da cidade velha, como da cidade nova. Consideramos de mais-valias quando o esforço se manifesta através da adesão dos cidadãos (residentes e visitantes), avaliação que somente as entidades que tutelam o pelouro da Cultura podem, com propriedade, se pronunciar.

Ler mais....

Os desesperados

Assistimos, nas últimas semanas, ao despertar do entusiasmo dos adeptos dos regimes do centro-direita, da direita e até mesmo da extrema-direita, galvanizado por uma derrapagem à esquerda grave, indesculpável, mas ainda assim uma derrapagem de um homem só.

Ler mais....

A virtude que não se ganha, apenas se perde

A honra é uma virtude muito diferente porque não tem de se conquistar, somos honrados à partida. O que se pede a cada um de nós é que seja capaz de a manter intacta. Se é muito difícil não ferirmos a nossa própria honra, a verdade é que depois de assim atacada é quase impossível voltar a recuperá-la. A honra não depende do que dizem ou fazem os outros. Mas está ligada de forma íntima ao que pensamos, dizemos e, em especial, ao que fazemos. As nossas escolhas preservam-na ou destroem-na.

Ler mais....

Bloco de apontamentos: a jóia da coroa

Mais um ano, mais um verão escaldante e mais uma sequência de vários incêndios florestais registados a nível nacional. Com particular incidência e enfoque desta vez para a serra algarvia de Monchique. Quinze anos depois (2003 – 2018) voltam a arder hectares e hectares de floresta e mato naquela zona de Portugal, logo considerada a “jóia da coroa” do país em termos turísticos, pois muito se tem investido ali nessa área. Para vender esse mesmo cartão de visita, quer interna quer externamente.

Ler mais....

O Bloco de Esquerda e os buracos do queijo “gruyère”

Assistiu-se nos últimos dias de julho/18 a um fenómeno curioso. O Bloco de Esquerda (BE), por definição coeso, compacto e sólido, parece ter inesperadamente fermentado, originando buracos na sua estrutura, um pouco à semelhança do que sucede com os famosos queijos gruyère ou emmenthal (compactos mas com buracos). Parecendo estranho, é a realidade que vive o BE.

Ler mais....

Lima Rodrigues (Ernestino) II

Estive dois dias a pensar e como o meu grande problema é o facto de não ter com quem desabafar leva-me a voltar à vossa presença, pedindo desde já a vossa benevolência. E vou prosseguir com mais pormenores do que tem sido a minha vida. Enquanto editor-livreiro, mensalmente enviava ao senhor professor Cunha livros para a biblioteca da minha escola e como era obrigado a fazer entrega todos os meses desses livros na Biblioteca Nacional fazia-o pessoalmente, dado que nessa altura era lá alta funcionária a dra. Nídia, minha antiga colega na Escola Secundária Municipal.

Ler mais....

O maior dos mandamentos

Quando perguntaram a Jesus qual era o maior dos mandamentos, Ele não hesitou e disse: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Somos enviados a anunciar que Deus é amor e a mostrar aos nossos irmãos o Seu rosto misericordioso.

Ler mais....

Balizas na Praia da Areia Branca

Este fim de semana, uma pobre senhora levou uma bolada na cara na praia da Areia Branca! Tudo isto porque a Câmara Municipal da Lourinhã decidiu colocar balizas para que os veraneantes pudessem jogar futebol. Até aqui tudo bem e até aplaudo a ideia. O problema é que quem as colocou ou é destituído de bom senso, ou visivelmente nunca frequentou esta praia e não sabe que quando a maré enche as pessoas ocupam mais a zona onde as ditas balizas foram colocadas.

Ler mais....

Momentos de dor e sofrimento

Ao longo da vida vamos sendo surpreendidos com momentos de dor e de sofrimento. Esses podem ser momentos em que nos deixamos purificar pelo Senhor, para que o fruto da nossa vida seja cada vez mais o amor, para que a nossa vida seja cada vez mais acolher a vida que vem de Cristo, a vida que é o Espírito Santo e que faz dar frutos do amor.

Ler mais....

A metáfora da rã

Se uma rã for colocada em água a ferver ela salta logo para fora da panela. Mas se for colocada em água fria e aquecida lentamente a rã não percebe perigo e será cozida até à morte.

Ler mais....

Imigração para a UE

Os líderes da União Europeia (UE) concluíram acordos para travar a emigração dos países de África e Ásia para os seus países. A UE está a tentar o impossível, tal como a ditadura de Salazar e Caetano tentou impedir os portugueses de saírem para os países mais ricos da então Comunidade Económica Europeia. Não foi a colocação de guardas na fronteira que impediu que as nossas aldeias do interior ficassem despovoadas.

Ler mais....

FacebookYoutubePicasa

Visitantes

mod_jvcountermod_jvcountermod_jvcountermod_jvcountermod_jvcountermod_jvcountermod_jvcountermod_jvcounter
1396
1413
32486
24

Acesso Assinantes